ZMA Não Aumenta Força Nem Testosterona!

ZMA e tem sido utilizado por muitos desportistas e amantes da cultura do corpo para ajudar a aumentar os níveis de testosterona e, como tal, aumentar a quantidade de massa muscular e força. Existem alguns estudos que comprovam isso mesmo e aquilo que muitas pessoas não sabem, é que esses estudos foram patrocinados por laboratórios ou empresas que vendem esses mesmos suplementos. A indústria da suplementação é das que mais dinheiro faz e que se sustenta da falsidade que existe nas suas grandes campanhas de Marketing !

Mais à frente vou mostrar estudos independentes que comprovam de facto que isso é tudo uma grande mentira, contada pelas grandes empresas de suplementação. Para quem nunca ouviu falar sobre este suplemento, vou então falar um pouco sobre ele.

More...

O que é o ZMA?

ZMA é um suplemento muito usado por bodybuilders e atletas. Foi desenvolvido por Victor Conte (fundador BALCO Laboratories em Burlingame, Califórnia) e é uma combinação de zinco, magnésio e vitamina B6. O nome "ZMA" é marca registada pela SNAC System Inc. Grande parte das lojas de suplementação, descrevem o ZMA como um excelente suplemento, para ganhos de força e aumento de testosterona. Estes argumentos são sempre sobre um estudo que foi feito há muitos anos atrás, em que se concluiu que o ZMA aumentava os níveis de testosterona em 33% e Força em 11,5%. Mas será isso realmente verdade?

Estudos Científicos sobre ZMA

Estudos Favoráveis:

1º Estudo:

Num estudo realizado a jogadores de futebol da NCAA durante um programa de treino de oito semanas, concluiu-se que aqueles que tomaram os comprimidos ZMA tinham uma maior força muscular. Este estudo foi financiado pelo SNAC Systems (detentor da patente ZMA), e um dos autores do estudo, Victor Conte, detém uma parte da empresa. 1 2 Engraçado que os únicos estudos que encontrei sobre os efeitos positivos do Zma sobre testosterona e força, pertencem a Victor Conte. Será coincidência?

Outros estudos favoráveis:

Outros estudos que as empresas de suplementação usam para publicitarem o ZMA e a sua contribuição na produção de Testosterona,são: um feito em pacientes de hemodiálise que têm grandes deficiências de Zinco no corpo 3, e o outro foi na Wayne State University School of Medicine, feito em idosos saudáveis que foram sujeitos a dietas muito restritivas, que os levaram a ficar com deficiências em Zinco no corpo. 4

Conclui-se em ambos os estudos, que a suplementação de Zinco em pessoas com deficiências desse mineral, aumentava os seus níveis de testosterona no corpo.

OFERTA: 10 Estratégias Para Queimar Mais Gordura! 

Coloca o teu nome e email em baixo, para receber o guia, com estratégias eficientes e cientificamente comprovadas para queimar mais gordura e ficar com abdominal definido!

As empresas de suplementação pegam nessa conclusão e utilizam-na para vender os suplementos de ZMA. Mas em ambos os casos, temos pessoas que não estão saudáveis ou estão em carência de nutrientes, por isso esse estudo não tem valor para um atleta normal.

2º Estudo:

Em 2004, um estudo financiado por Cytodyne (outra empresa produtora de suplementos), mostrou que a suplementação com ZMA não teve efeitos significativos sobre a testosterona total e livre, IGF-1, hormona do crescimento e cortisol. Não foram observadas mudanças significativas na força muscular do corpo ou capacidade de sprint. 5

3º Estudo:

Em 2006, uma equipa de cientistas alemães realizou um estudo sobre o efeito ZMA nos níveis de testosterona no organismo. 6

Os Resultados de ZMA nos niveis de Testosterona

“A suplementação de ZMA fez aumentar significativamente os valores de zinco(P = 0,031) e a excreção urinária de zinco (P = 0,035). PH urinário (P = 0,011) e o fluxo de urina (P = 0,045) também foram elevados nos sujeitos que usaram ZMA. No entanto, não ocorreram alterações significativas nos valores de testosterona total e de testosterona livre em resposta a suplementação com ZMA. Além disso, o padrão de excreção urinária de metabolitos de testosterona não foi alterada de forma significativa.

Conclusões a que chegaram:

Os presentes dados sugerem que a utilização de ZMA não tem nenhum efeito sobre os níveis e metabolismo de testosterona em indivíduos que consomem uma dieta com quantidades de zinco suficiente

4º Estudo

Em 2004 a Exercise & Sport Nutrition Lab realizou outro estudo que tinha como objectivo testar se a suplementação com ZMA afecta as hormonas anabólicas e catabólicas, e / ou adaptações ao treino 7

Quarenta e dois homens treinados (27 +/- 9 anos; 178 +/- 8 cm, 85 +/- 15 kg, 18,6 +/- 6% de gordura corporal) foram divididos em 2 grupos diferentes em que um dos grupos ingeria um placebo em forma de dextrose e o outro, ZMA 30-60 minutos antes de ir dormir. Isto foi feito durante oito semanas de treino de musculação padronizado. Após as 8 semanas fez-se uma avaliação da composição corporal, 1-RM e resistência muscular nos exercícios de bench press e leg press, um teste de potência anaeróbia Wingate, e análise de sangue para avaliar o estado anabólico / catabólico.

ZMA e resultados nas hormonas anabólicas e catabólicas

Os resultados finais indicam que a suplementação de ZMA aumentou de uma forma muito pouco significativa os níveis de zinco em 11 - 17% (p = 0,12). No entanto, não foram observadas diferenças significativas entre os grupos, na quantidade de hormonas anabólicas (ex: testosterona) ou catabólicas, composição corporal, 1-RM bench press e leg press, resistência muscular, ou capacidade anaeróbia na bicicleta . Os resultados indicam que a suplementação de ZMA parece não melhorar as adaptações ao treino de musculação em pessoas treinadas.

Conclusão Final

Perante tantos estudos, podemos concluir que o ZMA não contribui para aumentos de testosterona e força em pessoas que não têm deficiências de zinco, resultado de doença ou de dietas muito restritivas.

Assim como tu, também eu fui muitas vezes vítima de Marketing das grandes companhias de suplementação, tendo já gasto muito dinheiro à custa das suas mentiras.

Existem pessoas que afirmam que tiveram ganhos de força associados ao ZMA, o que na minha opinião, poderá ser derivado a efeito placebo ou aumento de força natural provocado pelo treino/alimentação, ou até mesmo de outros suplementos que tomem em simultâneo que favoreçam a força muscular. Como vimos anteriormente, se a pessoa estiver a fazer uma dieta muito restritiva, os seus níveis de testosterona baixam e a suplementação com ZMA pode ajudar a elevar os níveis de testosterona para os seus níveis normais.

Pelos estudos apresentados podemos concluir que os niveis de Testosterona poderão aumentar, mas só se estes não se encontrarem em niveis normais no nosso corpo. O aumento só irá acontecer, até os niveis de Testosterona estarem normalizados. Mais do que isso não irá acontecer.

Existem muitos atletas que tomam ZMA, com o objectivo único de melhorar o sono, ajudando assim na sua recuperação. Se tens dificuldade em dormir, usar ZMA pode ajudar-te a ter um sono mais profundo.

Espero que tenhas gostado deste artigo. Se gostaste, partilha com os teus amigos e ajuda-me a inspirar mais pessoas. 

Show 7 footnotes
  1. Brilla LR, Conte, V. A novel zinc and magnesium formulation (ZMA) increases anabolic hormones and strength in athletes. Sport Med Train and Rehab (in press). Abstract presented November 14, 1998 at the 18th Annual Meeting of the S.W. Chapter of the ACSM. 
  2. Brilla LR, Conte, V. Effects of zinc-magnesium (ZMA) supplementation on muscle attributes of football players. Med and Sci in Sports and Exercise, Vol. 31, No. 5, May 1999.
  3. Sudesh K. et al. (1982), Effect of Oral Zinc Therapy on Gonadal Function in Hemodialysis Patients, Annals of Internal Medicine, vol. 97 no. 3, pp. 357-361
  4. Zinc status and serum testosterone levels of healthy adults.Prasad AS, Mantzoros CS, Beck FW, Hess JW, Brewer GJ.Source: Department of Internal Medicine, Wayne State University School of Medicine, Detroit, Michigan, USA.
  5. Wilborn, Colin D; Kerksick, Chad M; Campbell, Bill I; Taylor, Lem W; Marcello, Brandon M; Rasmussen, Christopher J; Greenwood, Mike C; Almada, Anthony et al. (2004). "Effects of Zinc Magnesium Aspartate (ZMA) Supplementation on Training Adaptations and Markers of Anabolism and Catabolism". Journal of the International Society of Sports Nutrition 1 (2): 12–20. doi:10.1186/1550-2783-1-2-12. PMC 2129161. PMID 18500945.
  6. Koehler, K; Parr, M K; Geyer, H; Mester, J; Schänzer, W (2007). "Serum testosterone and urinary excretion of steroid hormone metabolites after administration of a high-dose zinc supplement". European Journal of Clinical Nutrition 63 (1): 65–70. doi:10.1038/sj.ejcn.1602899. PMID 17882141.
  7. J Int Soc Sports Nutr. 2004 Dec 31;1(2):12-20. doi: 10.1186/1550-2783-1-2-12.Effects of Zinc Magnesium Aspartate (ZMA) Supplementation on Training Adaptations and Markers of Anabolism and Catabolism. Wilborn CD, Kerksick CM, Campbell BI, Taylor LW, Marcello BM, Rasmussen CJ, Greenwood MC, Almada A, Kreider RB.Source: Exercise & Sport Nutrition Lab, Baylor University, Waco, TX.

Ricardo Vidal
 

Olá, eu sou o Ricardo Vidal, criador do XtraFit e sou um apaixonado por treino e nutrição. Eu acredito que todas as pessoas podem atingir o corpo dos seus sonhos, desde que orientadas no caminho certo. É isso que faço com este blog e com o meu programa de coaching online.