Vinho, faz bem ou mal à saúde? Toda a Verdade Revelada.

É típico ouvirmos as pessoas dizer que um copo de vinho à refeição faz bem á saúde, inclusive muitos médicos, sobretudo os mais velhos, dizem aos seus pacientes que devem beber um copo de vinho à refeição que faz bem ao coração…

Será que isto corresponde completamente à verdade, ou são aqueles mitos que se criam e se propagam?

Neste artigo, vou responder a essa questão e outras tantas… Este será com certeza o artigo mais completo que já leste sobre vinho e saúde.

Os temas abordados neste artigo, são os seguintes: 

More...

Qual a quantidade de açúcar e calorias que existe num copo de vinho? 

Para analisarmos se o vinho é mesmo saudável, à um conjunto de variáveis que temos de analisar.. Se o açúcar e as calorias em excesso, têm uma ligação negativa na nossa saúde, então as principais variáveis que devemos analisar são essas...

Um copo de vinho a meio, tem cerca de 150ml de vinho, o que corresponde a mais ou menos entre 120 a 150 calorias…o que equivale a mais ou menos duas fatias de pão. 

Para não aumentar o teu consumo de calorias, quando bebes vinho, podes diminuir o consumo de um pão no dia em que ingeres um copo de vinho, ou 120gr de arroz ou massa..

A desvantagem de ingerir calorias líquidas, como no vinho, é que não têm um efeito térmico (calorias que o organismo gasta a digerir os alimentos), logo mais facilmente se podem acumular em gordura..

Em termos de açucar, por cada 100ml apenas existem entre 0,6 a 0,8 gr de açúcar, por isso não é significativo.. 

A influência do vinho na nossa flora intestinal

Uma boa flora intestinal ajuda a melhorar a nossa saúde a todos os níveis. Ajuda a evitar muitas doenças crónicas, a ter um melhor sistema imunitário, mais energia, boa disposição, a melhorar a composição corporal entre muitos outros benefícios.

Num estudo recente, feito em 2019, descobriu-se que as pessoas que bebem vinho tinto têm uma diversidade aumentada de microbiota intestinal (um sinal de saúde intestinal) em comparação com os que não bebem vinho tinto. [1]

Os antioxidantes presentes no vinho

Os antioxidantes são compostos que impedem danos celulares causados por inflamação e stress oxidativo. O stress oxidativo é uma condição causada por um desequilíbrio entre antioxidantes e moléculas instáveis chamadas radicais livres, que podem danificar as nossas células [2].

As uvas têm altos níveis de polifenóis, antioxidantes que reduzem o stress oxidativo e a inflamação [3]

Como as uvas escuras têm mais antioxidantes que as uvas brancas, o consumo de vinho tinto faz aumentar os níveis de antioxidantes no sangue, em maior quantidade que o vinho branco [4]

Beber quantidades moderadas de vinho como parte de uma dieta saudável está ligado a um aumento da longevidade, graças ao alto conteúdo antioxidante do vinho. [5]

Resveratrol combate a inflamação

O resveratrol é um polifenol que pode ser encontrado principalmente nas sementes das uvas e nas cascas das uvas pretas e como tal no vinho tinto..

O resveratrol existente no vinho tem propriedades anti-inflamatórias e pode beneficiar a saúde [6] [7]. A inflamação crónica é prejudicial e pode aumentar o risco de doenças como doenças cardíacas, distúrbios autoimunes e certos tipos de cancro. Portanto, é melhor evitar o máximo possível esse tipo de inflamação [6]

Um estudo feito em 4.461 adultos demonstrou que o consumo moderado de vinho estava associado a uma resposta inflamatória reduzida [8] 

Vinho prejudica ou melhora o sono?

Na revista “TIME”, saiu um artigo referente a um estudo feito numa Universidade de Israel, em que durante 2 anos os investigadores da universidade de Ben Gurion, acompanharam 224 participantes, divididos em dois grupos. Num dos grupos, as pessoas bebiam um copo de 150ml de vinho antes de dormir, no outro grupo, bebiam a mesma quantidade em água.. [9]

As pessoas que beberam 1 copo de vinho á noite, relataram melhores noites de sono, do que os que não beberam vinho..

OFERTA: 10 Estratégias Para Queimar Mais Gordura! 

Coloca o teu nome e email em baixo, para receber o guia, com estratégias eficientes e cientificamente comprovadas para queimar mais gordura e ficar com abdominal definido!

No entanto mais do que um copo de vinho à noite pode fazer exactamente o contrário e em vez de teres uma boa noite de sono, podes ter um sono pesado. [10] 

Sulfitos existentes no vinho, são ou não prejudiciais à saúde? 

Os sulfitos são conservantes e antioxidantes, que são usados para impedir que o vinho oxide ( toda a fruta ou sumos naturais quando em contacto com o ar, oxidam ) e para impedir que determinadas bactérias estraguem o vinho, por isso não são uma ameaça à tua saúde..

Os sulfitos não causam problemas para a grande maioria das pessoas, mas cerca de uma em cada cem pessoas é sensível ou alérgica a estes. Já as pessoas com asma têm uma maior probabilidade de ter uma sensibilidade aos sulfitos.

As reações típicas à exposição dos sulfitos são: dores de cabeça, falta de ar, espirros, olhos lacrimejantes, choro, congestão nasal e tonturas.

Como tirar os sulfitos do vinho

Adiciona 5 gotas de PureWine (podes encontrar este produto na Amazon), e o nível de sulfitos irá reduzir drasticamente, mantendo o sabor do vinho agradável e fresco até 24 horas após a abertura. 

Que tipo de vinho tem mais benefícios?

Muitas pessoas se perguntam sobre as diferenças entre vinho tinto e branco.

Infelizmente, são necessárias mais pesquisas sobre vinho branco, pois a maioria dos estudos que analisam os benefícios de beber vinho se concentraram nas propriedades benéficas do vinho tinto.

O vinho tinto é amplamente reconhecido pela sua alta concentração de resveratrol, um potente antioxidante encontrado nas peles das uvas escuras e por isso existente em menor quantidade nas uvas brancas. De facto, o vinho tinto tem até 10 vezes mais resveratrol que o vinho branco. [11] .

Por isso, e até haver estudos que digam o contrário, o vinho tinto, tem propriedades nutricionais superiores às do vinho branco

Como apurar mais o sabor do vinho tinto e torná-lo mais saboroso

Mesmo para quem percebe pouco de vinhos, como eu, todos sabemos que o vinho para ter um sabor mais apurado, deves abrir a garrafa e colocá-lo no copo, para ele poder respirar..Mas ao que parece isso não corresponde bem à verdade, porque para isso acontecer, o copo deveria estar umas horas exposto ao ar, para surtir efeito.

No entanto existe uma forma mais rápida para fazer isso. Como sou um curioso, um dia estava a ler um artigo sobre vinhos e descobri esta estratégia de um grande Chef de Cozinha. 

Despeja 1 a 2 copos de vinho numa tigela grande, num copo de vinho ou numa jarra.
De seguida, com uma varinha mágica mistura o vinho por 20 a 30 segundos. Inclina e move a tigela, o copo ou a jarra em círculos para aumentar o efeito de espuma.

Da primeira vez em que fizeres isto, ingere um gole antes, para poderes sentir o sabor do vinho antes de fazeres este processo. Esta estratégia expõe uma maior quantidade de vinho ao ar e por isso torna os seus sabores mais apurados.

No final de mexeres o vinho, ele fica com uma boa espuma, mas a espuma desaparece em cerca de 1-2 minutos.

Deves beber vinho com moderação, caso contrário perdes anos de vida

O que é isso de beber com moderação? Um artigo, publicado na revista médica Lancet [12], diz que cinco copos de vinho de 175 ml por semana, é o limite superior seguro - cerca de 100g de álcool. Mais do que isso, existe um risco aumentado de derrames, aneurisma fatal , insuficiência cardíaca e morte.

Este artigo estima que uma pessoa de 40 anos que bebe quatro vezes o limite superior dos cinco copos de vinho de 175ml por semana ( o equivalente a beber três copos de vinho por dia ) tem uma expectativa de vida aproximadamente dois anos mais baixa, o que representa cerca de um vigésimo do que resta da sua vida. Isso corresponde a cerca de uma hora por dia. Aproximadamente a mesma coisa que um cigarro.

Por isso e ao contrário do que muitas pessoas pensam, a dose saudável não é um copo de vinho ás principais refeições, mas apenas um copo de vinho por dia e apenas durante cinco dias da semana e não 7 dias.. 

Deves beber vinho tinto para melhorar a tua saúde?

Embora a pesquisa sugira que beber vinho tinto com moderação, tenha vários benefícios para a saúde, estes também podem ser obtidos com uma dieta saudável.

Por outras palavras, se nunca bebeste vinho antes, não comeces agora, pelos benefícios que estes podem trazer.. Mas se gostas de beber vinho, agora já sabes que ao fazê-lo com moderação, não estás a prejudicar a tua saúde…

Por exemplo, uma dieta saudável, rica em frutas, vegetais, legumes, fibras, peixe e frutos secos, já fornece grandes quantidades de antioxidantes e ajuda a prevenir doenças cardíacas [13] 

As consequências de ingerir álcool pós-treino

Num estudo comparou-se os efeitos do consumo de 25g de proteína após o treino, com o consumo de 25g de proteína mais álcool, após o treino. Verificou-se que o consumo de álcool após o treino prejudica gravemente a síntese de proteínas musculares pós-treino (um indicativo de crescimento muscular). [14]

Se o teu objetivo é ganhar massa muscular, evita o álcool após o treino.

Se o teu objectivo não for o de ganhar músculo, mas por exemplo evitar os ganhos de gordura, um dos melhores momentos para ingerir vinho, é durante as 3 a 4 horas a seguir ao treino, uma vez que o GLUT4 está ativado e estás mais sensível à insulina, logo o vinho é mais facilmente metabolizado e não se converte em gordura no teu organismo.

Se o teu treino for à noite, e beberes um copo de vinho ao jantar, também te pode ajudar a dormir melhor..

Porque razão deves escolher bem o teu vinho 

Num artigo sobre vinho, saúde e sustentabilidade, foram auditadas centenas de marcas de vinhos e mais de 1.300 garrafas, quase um quarto das garrafas apresentava níveis de arsénio superiores ao máximo aceitável para a água classificada como potável. O arsénio em doses elevadas é extremamente tóxico...

Concluiu-se nesses testes, que quanto menor o preço do vinho, maiores os níveis de arsénio.

Alguns dos vinhos continham níveis de arsénio de até 500% ou mais, isto é mais do que o que é considerado o limite máximo aceitável de ingestão diária segura.

No final dessa auditoria, a conclusão a que chegaram, foi que vinhos baratos, são sinónimo de níveis extremamente tóxicos de arsénio, uma irresponsável falta de sustentabilidade e trabalhadores mal pagos. 

Gostarias de ter um acompanhamento de treino e nutrição personalizado?

Com o programa XtraFit Coaching online, tens tudo o que precisas para ter sucesso. Recebe planos de treino e aconselhamento alimentar personalizado,de acordo com os teus objectivos e necessidades, acesso a uma plataforma online, onde tens conteúdo exclusivo e regular, como artigos, receitas saudáveis, videos exclusivos e muito mais....Carregue Aqui para Saber Mais!

Referências Bibliográficas

1. Red wine benefits linked to better gut health, study finds; Date:August 28, 2019; Source:Kings College London

2. Red wine consumption increases antioxidant status and decreases oxidative stress in the circulation of both young and old humans; Michelle Micallef, Louise Lexis, and Paul Lewandowski

3. Acute Consumption of Bordo Grape Juice and Wine Improves Serum Antioxidant Status in Healthy Individuals and Inhibits Reactive Oxygen Species Production in Human Neuron-Like Cells; Cristiane Copetti, Fernanda Wouters Franco, [...], and Neidi Garcia Penna

4. Modeling the Antioxidant Capacity of Red Wine from Different Production Years and Sources under Censoring; Lorentz Jäntschi, Radu E. Sestra?, and Sorana D. Bolboac?

5. Crit Rev Food Sci Nutr. 2016;56(4):635-40. doi: 10.1080/10408398.2012.747484.
Mediterranean Way of Drinking and Longevity. Giacosa A1,2, Barale R3, Bavaresco L4, Faliva MA5, Gerbi V6, La Vecchia C7,8, Negri E7, Opizzi A5, Perna S5, Pezzotti M9, Rondanelli M5,10.

6. Nutrients. 2018 Dec 1;10(12). pii: E1856. doi: 10.3390/nu10121856.
Study of Potential Anti-Inflammatory Effects of Red Wine Extract and Resveratrol through a Modulation of Interleukin-1-Beta in Macrophages. Chalons P1,2, Amor S3, Courtaut F4,5, Cantos-Villar E6, Richard T7, Auger C8, Chabert P9, Schni-Kerth V10, Aires V11,12, Delmas D13,14.Author information

7. Study of Potential Anti-Inflammatory Effects of Red Wine Extract and Resveratrol through a Modulation of Interleukin-1-Beta in Macrophages, Pauline Chalons, Souheila Amor, [...], and Dominique Delmas

8. Eur Heart J. 2004 Dec;25(23):2092-100.Overall alcohol intake, beer, wine, and systemic markers of inflammation in western Europe: results from three MONICA samples (Augsburg, Glasgow, Lille). Imhof A1, Woodward M, Doering A, Helbecque N, Loewel H, Amouyel P, Lowe GD, Koenig W.

9. https://time.com/4070762/red-wine-resveratrol-diabetes/

10. Sleep Med. 2010 Feb;11(2):180-4. doi: 10.1016/j.sleep.2009.07.014. Epub 2009 Dec Relationships among dietary nutrients and subjective sleep, objective sleep, and napping in women. Grandner MA1, Kripke DF, Naidoo N, Langer RD

11. Resveratrol: How Much Wine Do You Have to Drink to Stay Healthy?1,2,3 Sabine Weiskirchen and Ralf Weiskirchen

12. Risk thresholds for alcohol consumption: combined analysis of individual-participant data for 599?912 current drinkers in 83 prospective studies. Angela M Wood, PhD Stephen Kaptoge, PhD, Adam S Butterworth, PhD. Peter Willeit, MDSamantha, Warnakula, PhDThomas Bolton, MMathet al.

13. Nutrition and Cardiovascular Health. Rosa Casas, Sara Castro-Barquero, [...], and Emilio Sacanella

14. Source: Parr, E. B., Camera, D. M., Areta, J. L., Burke, L. M., Phillips, S. M., Hawley, J. A., & Coffey, V. G. (2014). Alcohol ingestion impairs maximal post-exercise rates of myofibrillar protein synthesis following a single bout of concurrent training. PLoS One, 9(2), e8838

Ricardo Vidal
 

Olá, eu sou o Ricardo Vidal, criador do XtraFit e sou um apaixonado por treino e nutrição. Eu acredito que todas as pessoas podem atingir o corpo dos seus sonhos, desde que orientadas no caminho certo. É isso que faço com este blog e com o meu programa de coaching online.

>