Proteína Faz Mal À Saúde?

No artigo de hoje, vou falar sobre este tema tão polémico..

Muitas pessoas pensam que os batidos de proteína fazem mal, e que não se deve consumir muita proteína devido ao risco de lesar os rins. Este é um dos argumentos negativos sobre a proteína. 

Outro dos argumentos negativos sobre a proteína, é que faz baixar a densidade mineral óssea. 

Será que ambos os argumentos correspondem à verdade? Vê toda a explicação no video em baixo..

More...

Nota Importante:

Uma vez que não existem estudos a longo prazo, de consumos excessivos de proteína, convém sempre respeitar as doses seguras de 1gr por kg/peso corporal para pessoas sedentárias e  2 a 3gr de proteína por kg/peso corporal para desportistas. 

Coloco aqui em baixo, muito resumidamente, os diferentes pontos falados no vídeo:

OFERTA: 10 Estratégias Para Queimar Mais Gordura! 

Coloca o teu nome e email em baixo, para receber o guia, com estratégias eficientes e cientificamente comprovadas para queimar mais gordura e ficar com abdominal definido!

Proteína Provoca Lesões nos Rins?

Ao abordar este tem é necessário separar pessoas saudáveis de pessoas com problemas de rins. 

Pessoas saudáveis

O consumo de proteína não provoca lesão do rim a pessoas saudáveis. 1 2 3

No entanto quando se aumenta o consumo de proteína em grandes doses, esse aumento deve ser feito de forma progressiva, para que os rins se adaptem a esse aumento e consigam filtrar bem. 4 5 6

Pessoas com problemas de rins

O consumo de proteína em pessoas com problemas de rins, deve ser em quantidades pequenas, porque os seus rins não conseguem filtrar tão bem, o que poderá levar a elevadas concentrações de amónia e acidez no corpo - o que é muito prejudicial para a saúde. 7 8 

Proteína Diminui Densidade Mineral Óssea?


O consumo de proteína não baixa a densidade mineral óssea, porque a proteína não tem acidez suficiente para promover a utilização de cálcio dos ossos, para passar o corpo de um estado acido para um estado mais alcalino e assim atingir o equilíbrio interno. 9

Aquilo que se sabe é que de facto o consumo de proteína, aumenta o a densidade mineral óssea, porque leva á produção de IGF-1, hormona que provoca uma maior absorção de cálcio e vitamina D, que dão mais densidade mineral aos ossos.  10

Para além disso, o consumo de proteína faz aumentar a quantidade de massa muscular. Existe uma relação directa entre massa muscular e densidade mineral óssea - quanto mais massa muscular, melhor a densidade mineral óssea.

Nota Importante:

Uma vez que não existem estudos a longo prazo, de consumos excessivos de proteína, convém sempre respeitar as doses seguras de 1gr por kg/peso corporal para pessoas sedentárias e  2 a 3gr de proteína por kg/peso corporal para desportistas. 

Gostarias de ter um acompanhamento de treino e nutrição personalizado?

Com o programa XtraFit Coaching online, tens tudo o que precisas para ter sucesso. Recebe planos de treino e aconselhamento alimentar personalizado,de acordo com os teus objectivos e necessidades, acesso a uma plataforma online, onde tens conteúdo exclusivo e regular, como artigos, receitas saudáveis, videos exclusivos e muito mais....Carregue Aqui para Saber Mais!

Show 10 footnotes
  1. Juraschek, S.P., L.J. Appel, C.A.M> Anderson, and E.R. Miller III. Effect of a high-protein diet on kidney function in healthy adults: results from the OmniHeart trial. Am. J. Kidney Dis. 61(4): 547-54, 2013.
  2. Landau, D. and R. Rabkin. Effect of nutritional status and changes in protein intake on renal function. In: Nutritional Management of Renal Disease (Third Edition), Chap. 13, J.D. Kopple (Ed.) Academic Press, 2013, pp. 197-207.
  3. Martin, W.F., L.E. Armstrong, and N.R. Rodgriguez. Dietary protein intake and renal function. Nutr. Metab. 2:25, 2005.
  4. Caballero VJ, et al. Alternation between dietary protein depletion and normal feeding cause liver damage in mouse . J Physiol Biochem. (2011)
  5.  
    Oarada M, et al. Refeeding with a high-protein diet after a 48 h fast causes acute hepatocellular injury in mice . Br J Nutr. (2011)
  6.  
    Sogawa N, et al. The changes of hepatic metallothionein synthesis and the hepatic damage induced by starvation in mice . Methods Find Exp Clin Pharmacol. (2003)
  7. Merli M, Riggio O. Dietary and nutritional indications in hepatic encephalopathy . Metab Brain Dis. (2009)
  8. Starr SP, Raines D. Cirrhosis: diagnosis, management, and prevention . Am Fam Physician. (2011)
  9. Kerstetter, J.E., A.M. Kenny, K.L. Insogna. Dietary protein and skeletal health: a review of recent human research. Curr. Opin. Lipidol. 22(1): 16-20, 2011.
  10. Thorpe M, et al. A positive association of lumbar spine bone mineral density with dietary protein is suppressed by a negative association with protein sulfur . J Nutr. (2008)

Ricardo Vidal
 

Olá, eu sou o Ricardo Vidal, criador do XtraFit e sou um apaixonado por treino e nutrição. Eu acredito que todas as pessoas podem atingir o corpo dos seus sonhos, desde que orientadas no caminho certo. É isso que faço com este blog e com o meu programa de coaching online.

>