Hoje venho partilhar um estudo, foi muito importante para esclarecer o tema da superioridade ou não das dietas “Low Carb” (baixa em hidratos), sobre as dietas “Low Fat” (baixa em gordura) em termos de perda de peso. 

Este estudo é notável devido ao seu grande grupo de participantes, 600 ao todo, e a sua longa duração (12 meses) 1

More...

Como o estudo foi estruturado 

Basicamente os 600 participantes, foram divididos em dois grupos.

Durante os dois primeiros meses do estudo, o grupo de baixo teor de gordura foi instruído a consumir apenas 20 g de gordura por dia e o grupo de baixo hidratos, foi instruído a consumir apenas 20 g de hidratos por dia.

No final deste período de dois meses, eles começaram a adicionar gorduras ou hidratos à sua dieta, até ao ponto em que sentiram que tinham atingido o menor nível de consumo, que poderiam manter sustentavelmente.

Embora nenhum objectivo de ingestão calórica tenha sido dado, ambos os grupos foram instruídos a consumir alimentos alimentos saudáveis, maximizando a ingestão de vegetais, minimizando a ingestão de açúcares adicionados, farinhas refinadas e gorduras trans; e concentrando-se em alimentos integrais, minimamente processados, densos em nutrientes e sempre que possível preparados em casa.

Vamos então ver as diferenças ao fim de 12 meses, entre a dieta “Low Carb” e a dieta “Low Fat”

OFERTA: 10 Estratégias Para Queimar Mais Gordura! 

Coloca o teu nome e email em baixo, para receber o guia, com estratégias eficientes e cientificamente comprovadas para queimar mais gordura e ficar com abdominal definido!

Diferenças de colesterol 

Ambos os grupos foram capazes de melhorar certos marcadores de saúde (IMC, percentual de gordura corporal, circunferência da cintura, pressão arterial e níveis de insulina e glicose em jejum), embora não tenham sido observadas diferenças significativas entre os grupos.

Na marca de 12 meses,  a lipoproteína de baixa densidade (LDL-) diminuiu significativamente no grupo de baixo teor de gordura (-2,12 mg / dL), e aumentou no grupo de baixo hidrato (+3,62 mg / dL ). No entanto, o grupo de baixo hidrato, também viu um aumento significativo na lipoproteína de alta densidade (HDL) (+2,64, vs 0,40 mg / dL no grupo de baixo teor de gordura) e maiores reduções nos triglicerídeos (-28,20, vs -9,95 mg / dL no grupo com baixo teor de gordura).

Diferenças no metabolismo basal

O gasto energético de repouso (REE - Resting Energy Expenditure) não foi significativamente diferente entre os grupos. No mês 12, o REE diminuiu significativamente para ambos os grupos (-66,45 kcal para o grupo de baixo teor de gordura e -76,93 kcal para o grupo baixo em hidratos). O gasto energético total (TEE) também não foi significativamente diferente entre os grupos.

Diferenças na perda de peso

Aos 12 meses, o grupo com baixo teor de gordura perdeu 5,3 kg e o grupo com baixo teor de hidratos perdeu 6,0 kg (variando entre todos os participantes desde -32 kg e +11 kg). Esta diferença de 700gr entre os dois tipos de dieta, ao longo de 12 meses não é estatisticamente significativa.

Podemos concluir,  que quando a ingestão calórica e a ingestão de proteínas são iguais, a perda de peso numa dieta baixa em hidratos ou numa dieta baixa em gordura, é igual.

Sustentabilidade de um plano baixo em gorduras ou hidratos

Nenhum dos dois grupos conseguiu manter o consumo inicial muito baixo: no terceiro mês, o grupo de baixo teor de gordura já consumia uma média de 42 g de gordura por dia, enquanto o grupo de baixo hidratos consumia uma média de 96,6 g de hidratos por dia.

No final do estudo, os participantes já apresentavam uma ingestão média diária de gordura de 57g (no grupo com baixo teor de gordura) e uma ingestão diária média de hidratos de 122g (grupo com baixo teor de hidratos).

Em termos de calorias, ambos os grupos começaram com uma média de 1500 calorias dia,  e ao fim dos 12 meses já estavam nas 1800 calorias.

Isto vai de encontro ao que eu digo sempre ás pessoas…

Não é uma dieta radical que vai ajudar a ficar em forma, mas sim uma mudança de hábitos e um plano alimentar sem restrições, que te permita ser consistente, o que em última análise é o que dá resultados.

Se houver sacrifício, não é possível ser consistente. Por essa razão, sou um grande defensor, de uma abordagem nutricional flexível, de forma a que possam comer alimentos que gostam, sem passar fome e assim de boa vontade consigam ser consistentes.

Gostarias de ter um acompanhamento de treino e nutrição personalizado?

Com o programa XtraFit Coaching online, tens tudo o que precisas para ter sucesso. Recebe planos de treino e aconselhamento alimentar personalizado,de acordo com os teus objectivos e necessidades, acesso a uma plataforma online, onde tens conteúdo exclusivo e regular, como artigos, receitas saudáveis, videos exclusivos e muito mais....Carregue Aqui para Saber Mais!

Show 1 footnote
  1. http://nusi.org/science-in-progress/stanford-university/

Ricardo Vidal
 

Olá, eu sou o Ricardo Vidal, criador do XtraFit e sou um apaixonado por treino e nutrição. Eu acredito que todas as pessoas podem atingir o corpo dos seus sonhos, desde que orientadas no caminho certo. É isso que faço com este blog e com o meu programa de coaching online.

>